Elon Musk desiste oficialmente de comprar o Twitter

O empresário Elon Musk desistiu oficialmente de comprar o Twitter. A informação foi revelada na última sexta-feira (8) em uma carta do advogado Mike Ringler à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. No documento, Ringler afirma que Musk está abrindo mão do negócio que havia fechado em abril. Segundo ele, a plataforma não cumpriu obrigações contratuais de apresentar dados e informações a respeito de contas falsas e de spam. Essa é a mesma justificativa que o dono da Tesla usou para suspender temporariamente a transação em maio, pouco menos de um mês após anunciar que compraria o Twitter por US$ 44 bilhões.

A demora na conclusão do negócio levou os acionistas do Twitter a processar Elon Musk. Na ocasião, eles acusaram o empresário de ter trabalhado ativamente para ocasionar a queda no valor do site para poder comprá-lo por um preço menor. Mesmo tendo desistido da compra do Twitter, Elon Musk segue sendo o maior acionista da plataforma. Antes de todo o processo para comprar o site, ele adquiriu um pacote representando 9,2% das ações. A decisão parece não ter agradado a equipe do site. Pelo próprio Twitter, o presidente do conselho de administração Bret Taylor afirmou que a administração pode ir à justiça para que o acordo seja cumprido.

O conselho do Twitter está comprometido a fechar a transação pelo preço e pelos termos acordados com o Sr. Musk e pretende tomar medidas legais para fazer cumprir o acordo de fusão. Estamos confiantes de que prevaleceremos no Tribunal de Chancelaria de Delaware”, disse.

Até o momento, Elon Musk não se pronunciou a respeito do pronunciamento de Taylor.

Fonte: Jovem Nerd | Foto: Divulgação

Mais notícias...

OUÇA AGORA
Clique no play e curta a Nova Onda