Mulheres com distúrbios mentais são mais propensas ao câncer de colo de útero

Mulheres que sofrem de distúrbios mentais, como ansiedade, depressão, transtornos de atenção, autismo ou hiperatividade, são mais propensas a desenvolver câncer de colo de útero. A conclusão é de pesquisa realizada por uma revista científica.

Outros dados levantados em estudo da Universidade Federal de Santa Catarina, realizado em área rural, apontam que a falta do atendimento médico está relacionada ao medo, vergonha e dificuldade de transporte até os serviços médicos.

O levantamento apontou que apenas duas em cada 10 mulheres fizeram exames preventivos para o câncer de colo de útero. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, o Inca, há previsão do surgimento de 17 mil novos casos desse tipo de tumor entre os anos 2023 e 2025.

O câncer de colo de útero ocupa a sexta posição no Brasil entre os tipos mais comuns. Na região norte, no entanto, é o segundo mais incidente.

OUÇA AGORA
Clique no play e curta a Nova Onda