Suspenso processo para credenciar novas faculdades com ensino a distância no Brasil

Ministério da Educação suspende processo para criação de novos cursos de ensino a distância. A etapa de credenciamento de novos faculdades no formato Ead inclui 17 áreas, como Direito e Medicina e todas as licenciaturas.

A preocupação do Mec é com a qualidade das graduações a distância. O ministro Camilo Santana já disse ser contrário aos cursos não presenciais para formação de professores e de profissionais da saúde.

Mas a modalidade de Ead é a que mais recebe alunos: dois em cada três estudantes que ingressam no ensino superior estudam a distância hoje.

De um total de quatro milhões e setecentas mil pessoas que iniciaram uma graduação no ano passado, mais de três milhões foi para o formato não presencial.

A suspensão do processo de credenciamento dos novos cursos vale por três meses e para as seguintes áreas: biomedicina, enfermagem, fonoaudiologia, nutrição, odontologia e psicologia, por exemplo.

A portaria com a determinação foi publicada no diário oficial da união. O ministério inclusive promoveu uma audiência pública sobre o ensino a distância e recebeu mais de 14 mil sugestões. Só que o resultado ainda não foi divulgado.

OUÇA AGORA
Clique no play e curta a Nova Onda