Taxa de analfabetos diminui no Brasil

A taxa de analfabetos diminuiu no Brasil. De acordo com dados da Pnad Contínua – educação, do IBGE, 5,4% das pessoas com 15 anos ou mais eram analfabetas, em 2023.

Em comparação com 2022, a taxa caiu 0,2 ponto percentual, o que equivale a uma redução de cerca de 232 mil analfabetos da população brasileira.

Quando a comparação é com 2016, o recuo chega a 1,3%. Ainda assim, são 9 milhões e trezentas mil pessoas, atualmente, que não leem nem escrevem.

55 em cada 100 dessas pessoas, num total de mais de 5 milhões de analfabetos, são moradores da região Nordeste. Logo atrás, aparece o Sudeste, com mais de 2 milhões dos analfabetos do país – cerca de 23%.

Recorte por idade mostra que, quanto mais velho o grupo populacional, maior a proporção de pessoas que não sabem ler e nem escrever. No ano passado, eram 5,2 milhões de cidadãos com 60 anos ou mais que eram analfabetos, o que equivale a uma taxa de analfabetismo de 15,4% para esse grupo etário.

Por outro lado, a menor taxa é observada entre os jovens de 15 ou mais, com 5,4%, o que indica que as gerações mais novas estão tendo maior acesso à educação e sendo alfabetizadas ainda enquanto crianças.

Compartilhar Artigo

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lillian Morgan

Endeavor bachelor but add eat pleasure doubtful sociable. Age forming covered you entered the examine. Blessing scarcely confined her contempt wondered shy.

Siga-nos no Instagram

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Junte-se a família

Assine nossa newsletter

Você se inscreveu com sucesso! Ops! Something went wrong, please try again.
Edit Template
Logo Nova Onda FM
Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Inscreva-se

Para receber atualizações por e-mail
da Nova Onda FM.